segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Selos

Bom gente, eu havia recebido alguns selos, mas não tinha conseguido postar, então, hoje finalmente vou colocá-los: 

O primeiro é o :   "O Prêmio Dardos é o reconhecimento dos ideais que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc... que, em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, e suas palavras. Esse selo foi criado com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros; uma forma de demonstrar o carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à web."
Que recebi da Vii, do blog: http://dictum-et-factum.blogspot.com/  

                                                                 (Dictum Et Factum)



O segundo é o           que ganhei da Ci_zinha do blog ; http://sentimentosembolados.blogspot.com/ ( sentimentos embolados) 


E o último é :    do blog  http://kroll-stos.blogspot.com/ 
( Chocolate com pimenta

Obrigado pelo carinho e por terem se lembrado de mim, vou usar a regra de um dos selos pra todos:
1.Exibir a imagem do selo em meu blog; 
2. Linkar o blog pelo qual recebi a indicação;
3.Escolher outros blogs a quem entregar.
4. E por fim avisar os indicados. 

Os escolhidos são blogs muito especiais pra mim, que eu acompanho sempre e merecem muito os três selos: 


terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Strange Angels

Meu Pai? Um zumbi.
Minha mãe? Morreu faz tempo.
Eu? Bem... Essa é a parte assustadora.

Strange Angels é primeiro de uma série de quatro livros da autora Lili St. Crow. Esse era um dos livros que eu pedi em um amigo secreto sem nenhuma pretensão, quando ganhei até pensei em trocá-lo. Sorte que não o fiz, pois teria perdido um grande livro. Nessa nova leva de best sellers com vampiros, lobisomens e anjos, eu acabei ficando com um pé atrás com essa literatura, já que virou muito modinha. E por isso pensei em trocar o livro, por que ele tem tudo isso, mas algo nele me prendeu. 
Então, vamos a história: Dru Anderson é uma adolescente de 16 anos que  leva a vida de cidade em cidade, caçando seres sobrenaturais com seu pai. Mas em uma dessas caçadas, seu pai volta transformado em um zumbi e aí que a história começa de verdade. Dru se vê sozinha no mundo e coisas realmente estranhas começam a acontecer com ela, nesse meio tempo ela conhece Graves(que foi uma das principais razões da minha paixão pelo livro) juntos eles vão descobrir mais sobre a origem de Dru e tentar se manter vivos nessa busca.
Pra quem tem problemas com traduções pode ficar um pouco chateado com alguns termos usados no livro, do tipo: "cê tá". Em alguns momentos é como se o livro tivesse sido escrito da forma que "a gente" fala, mas nada que atrapalhe a leitura.       
Se você quiser ter uma ideia melhor do livro, o hotsite é: http://www.strangeangels.com.br/ lá tem várias informações e também tem o primeiro capítulo.

                                                       http://www.garotait.com.br/

sábado, 18 de dezembro de 2010

O ano muda, mas nós continuamos os mesmos...


O ano está acabando e algo que acontece com frequência nessa determinada época é as promessas de ano novo, coisa do tipo: esse ano vou emagrecer, esse ano vou aprender a falar inglês, agora em 2011 eu vou tomar coragem e vou fazer determinada coisa. O problema é que todas essas coisa: listas, tópicos e mais tópicos de mudanças se tornam apenas promessas não cumpridas, porque  2011 é um novo ano sim, mas agente continua sendo as mesmas pessoas, se assim quisermos, não adianta esperar um novo ano, essa ideia de recomeço deveria existir todos dias, se chegar dia 2 e algo tiver dado errado você vai esperar 2012 pra fazer diferente?
Não vou dizer pra vocês que usei essa filosofia o ano todo, mas comecei a usá-la a pouco tempo, e eu realmente tenho aprendido que agente pode fazer e ser melhores quando quisermos, não precisa esperar por uma calendário limpinho em folha!

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Os arquivos do semideus.


Depois de virar fã de Rick Riordan com a série de Percy jackson, não poderia deixar de ler os arquivos do semideus. A intenção do livro é deixar os fãs mais perto da história, umas das coisa que mais gostei foram as entrevistas com os personagens, pois foi  uma forma diferente de conhecê-los melhor. O livro funciona como um arquivo mesmo, ele  três histórias que obviamente não estiveram nos outros livros, mas é como se elas tivessem acontecido entre a saga. Pra quem gosta de se familiarizar com os personagens, fisicamente, o arquivo contém ilustrações, assim como um mapa. Foi uma ótima ideia lançarem esse sexto livro, a capa é linda e as histórias bem legais, mas uma coisa realmente me incomodou, algo que parece ser característico de Riordan, ele repete muitas informações contidas em outros livros e em alguns momentos você fica se perguntando por que aquela informação está ali, fora isso vale muito a pena ler! 


quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Feios e Perfeitos

Como vocês viram eu estou participando do desafio de férias da Pâm e o cronograma de postagens(*depois que eu falei com a Marton sobre isso, muitas ideias surgiram e agora, eu tenho um cronograma!) tá muito louco, vou tentar intercalar livros com posts normais...


O primeiro livro da série é feios e tem uma história bem diferente e um pouco futurista, mas muito interessante. O livro fala sobre uma cidade: vila feia, onde todo mundo vive na espera de completar 16 anos quando então poderão fazer uma cirurgia que os fará ser perfeitos(quando falo perfeitos, é no significado mais puro da palavra) e assim irão pra nova perfeição. Mas uma menina, a Shay decide que não quer ser perfeita, ela acha que ser ela mesma já tá bom. Shay resolve fugir pra não ter que passar pela operação, mas com isso, sua melhor amiga Tally é proibida de passar pela cirurgia até que ela encontre Shay e os enferrujados(que são as pessoas que fugiram e não quiseram ser perfeitos e vivem na "fumaça"). Na busca por sua amiga, Tally percebe que ser perfeito não é tão bom assim e que o preço da perfeição é muito mais alto do que ela imaginava. 

*Se você não leu o primeiro livro: essa segunda parte vai conter alguns spoilers: 
No segundo livro, perfeitos. Tally finalmente consegue o que ela queria desde o início, ser perfeita, entretanto, as ideias  de que a perfeição não é a melhor coisa desapareceram. Ela vive uma vida perfeita, cheia de festas, amigos, mas em um determinado momento, a sensação de vazio começa a a aparecer e a tentativa de se tornar borbulhante(palavra que aparece muito no livro, é como se fosse estar em ecstasy!) faz Tally ver as coisas mais claras novamente... Agora a questão principal é: e quando ser perfeito não é o suficiente?! 

A série é muito legal, me decepcionei um pouco com o final de perfeitos, mas vale a pena ler, as ideias as vezes  intrínsecas as vezes não, são realmente muito boas e pensando bem, talvez vila feia e nova perfeição não esteja tão distante assim da gente como parece...   




segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

"Será que são mesmo reais os sinais que eu percebi? Tavez eu esteja me iludindo e você não esteja nem aí!"


Por que nós, mulheres fazemos coisas insensatas e acreditamos em:
sinais, homens e propagandas de shampoo?  



Zero é zero, não veja um zero e ache que é um milhão, por que não é!! 
Nós mulheres(generalizando) temos a incrível capacidade de ver coisa aonde não existe nada...
A gente acha que existe amor, sendo que é só amizade, agente acha que o cara tá traindo, sendo que ele só foi jogar bola, a gente acha, a gente vê coisas, mas a maioria não existem. Nós, eu tenho que parar com isso, temos que entender que um sim é sim, um não é não, temos que parar de fazer joguinhos, temos que parar de criar expectativas,  infelizmente,  temos que começar a ser mais parecidas com o homens, olhar as coisa mais com a razão do que com a emoção. Não é nada fácil... mas quem disse que seria?!


*Título é uma trecho da música garoto errado da Manu Gavassi

domingo, 5 de dezembro de 2010

Nicholas Sparks *---*

Então, minha aventura pra ver o Nicholas começou as 11 da manhã quando vi no twitter a @meninadabahia falando que a mãe dela já tava na fila, a partir daí meu desespero começou, sai correndo, tomei banho almocei e a parti pro shopping(meu medo era não conseguir uma ficha, ainda sonhei com isso a noite), quando cheguei tinha umas 20 pessoas e logo sentei com umas meninas muito animadas e a conversa fluiu como se a galera se conhecesse a anos!
 Uma menina do clube do livro chegou com uma foto( a carteirinha do fã clube) que eu tinha me esquecido de imprimir, então lá vou eu correndo pelo shopping, vou na lan house e imprimo a foto pra ver se o nicholas assinava tb. O tempo foi passando e a hora da chegada do autor se aproximava.

                       Foi então que os gritos começaram e finalmente o Nicholas chegou :
                  
Eu na fila super ansiosa... pelo menos peguei a ficha 20! A minha vez  foi chegando e ele foi super simpático... eu fiquei muito nervosa e nem consegui falar muito, mas fiquei muito feliz de conhecê-lo, se eu já era fã agora sou mais ainda... e ele é ainda mais lindo pessoalmente!! =P

 Eu toda boba(parecia uma criança de tanta felicidade) e meu livro autografado e tcharaaa: ele assinou minha foto também... *---*

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

O diário de uma paixão


Esse é primeiro livro lido para o desafio de férias http://garotait.com.br/2010/11/21/desafio-de-ferias-20102011/ .

Particularmente eu amo Nicholas Sparks e a cada livro me apaixono mais. Em o diário de uma paixão(seu primeiro livro, na realidade. Que a novo conceito re-lançou agora) o autor conta a história de um idoso que todos os dias lê um livro pra uma mulher. A história contada por esse homem é de um jovem chamado Noah e de uma bela moça, Allie. De como eles se conheceram e se amaram durante um verão, e como a vida e as circunstâncias os separaram. Depois de anos separados uma foto no jornal traz a memória de Allie os acontecimentos vividos naquele verão, na "véspera" do seu casamento ela decide então voltar a Nova Berna, Carolina do Norte. Ao se reencontrar com Noah os sentimentos do passado voltam a tona e agora ela terá que decidir se seguirá seu coração ou sua razão.  
Uma história de amor emocionante que consegue ultrapassar as barreiras do tempo e em alguns momentos fazer milagres. 



*Em 2004 o livro foi  adaptado ao cinema, vale a pena ver! Como todo filme ocorreram algumas mudanças, mas nada que interferisse na história como vemos em algumas adaptações. Com medo de ser lixada, me arrisco a dizer que o filme superou o livro.   


domingo, 28 de novembro de 2010

Sobram tantas meias-verdades que guardo pra mim mesmo ♪♫

"Falta tanta coisa pra dizer

Que nunca consigo"



A uma semana li um post em um blog, um post de despedida, um post que homenageava alguém que a pouco havia partido. Sempre achei que homenagens, méritos, placas, deveriam ser feitas e entregues quando as pessoas estão vivas, mas agente sempre espera que elas "irem embora" pra fazê-lo. É triste isso, de não dizer o que sente, na hora certa, de perder momentos pra dizer o quanto alguém é especial pra gente, as vezes por medo, as vezes por achar que teremos outra chance...mas infelizmente, algumas vezes a oportunidade que esperávamos não chega, e coisas tão importantes ficam guardadas dentro de nós, e por fim fazem um peso que jamais imaginaríamos ser possível. A vida é algo extremamente preciosa embora seja tão efêmera, por isso devemos aproveitar cada momentos, cada segundo, pra dizer as pessoas que realmente importam pra nós o quanto elas significam, o quanto nossa vida é melhor por tê-las. Sei que nem sempre é fácil, fazer esse tipo de coisa, sei que nem eu consigo, mas vale a pena tentar, um gesto, uma palavra... pode mudar muita coisa.

Nesse embalo queria poder dizer algumas coisas a algumas pessoas:

 Jéssica e Mateus: Meus skoobers favoritos, vocês são realmente muito especiais pra mim. 

Juliana Marton: já te disse algumas vezes o quanto suas críticas são importantes pra mim, você é minha jornalista preferida, suas palavras sempre me inspiram e você com toda certeza  é uma referência pra mim!

Mel: acho você uma pessoa realmente especial... nunca deixe ninguém dizer que você não pode fazer algo ou sentir de determinada forma.

Sandy: Amo você, prima! *-*

Rebeca B:  PSNMP, o tempo pode passar, mas o que é verdadeiro nunca vai embora...

Semirames: Um dia seu nome vai tá no livro! =P

Carol Novaes: Tá no coração e não sai mais! É difícil explicar o quanto vc é importante pra mim! ♥

Maria Carolina: é incrível como agente tem tanta coisa em comum, eu realmente gosto muito de conversar com vc, me faz extremamente bem! Tow aki pro que precisar, viu?!

*título e frase do início é da música sobre tanta falta do teatro mágico.


quarta-feira, 24 de novembro de 2010


O desafio de férias é uma forma de incentivo a leitura proporcionado pelo
blog da Pâm, o http://garotait.com.br/
A ideia é ler no mínimo dois livros por mês, entre dezembro, Janeiro e fevereiro, quanto mais livros lidos mais chance de ganhar... A minha lista de livros pra ler nas férias são(pelo menos por enquanto):

Então, se você quer participar também, saber mais sobre esse desafio e ver como funciona, é só da uma olhada na regras aqui: http://garotait.com.br/2010/11/21/desafio-de-ferias-20102011/

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

O que elas querem...ou não!



Mesmo que algumas digam que não, mesmo que outras vivam como se não se importassem, mesmo que muitas finjam não ligar... Toda mulher quer no mínimo alguém que a ame de volta ou que a ame primeiro. Não é o dinheiro, não é carreira, não são os sapatos mais lindos do mundo: o que as mulheres querem é alguém que diga que as ama, não só da boca pra fora, alguém que mostre isso todos os dias, com gestos e ações que falam mais alto do que algumas palavras. Querem alguém que esteja lá, quando todos resolverem ir embora, alguém que diga que as coisas vão ficar bem. Alguém para lhes abraçar quando estiver frio e quando o medo as afligir. Querem alguém que mude a ideia de que todos os homens são iguais. Querem alguém que cumpra o que promete. As mulheres não querem o tal do príncipe... não querem o tal do final feliz... elas apenas querem um cara legal que as faça sorrir e que não as machuque no final do dia... Então, o grande segredo das mulheres, seria "APENAS" querer ser amadas de volta? É, talvez...

Pauta para o Blorkutando!  

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Coração de pedra?? Não! Só cautela!


Sabe? Essa semana eu passei por algo interessante, algumas situações que fizeram parecer com que eu fosse; fria, alguém que não tem sentimentos, que não acredita em sonhos. O mais engraçado da história é que eu sou totalmente o oposto desses adjetivos e características. Eu não sou o tipo de pessoas que acredita na outra metade da laranja, do limão ou dá tampa da panela, seja lá que for, mas eu sou a pessoa que acredita que Deus tem algo realmente especial pra mim não o outro alguém seja algo que me complete ou coisa do tipo, mas que seja alguém que venha acrescentar felicidade. Realmente não faço o tipo de pessoa que chora em despedidas de final de ano na escola, mas choro vendo filmes, choro na frente do pc. Tudo isso me fez questionar que tipo de pessoa eu estou aparentando ser? Porque essa pessoa, lá no fundo não sou eu! O problema é que a vida as vezes nos leva a tomar algumas posições em determinadas situações, não sei se por medo... de acharem que agente é criança demais, boba ou até sonhadora demais. 
A questão é que as vezes agente vai parecer bobo perante os outros, mas estaremos sendo verdadeiros com aquilo que acreditamos e sentimos... E isso sempre será o mais importante!   

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Best Friends... Forever?

É realmente estranho me vê sentada de um lado do pátio, olhar pra frente e vê que você está do outro lado -"tão distante" e é como se nossa amizade estivesse assim e mesmo quando estamos perto essa distância persiste em continuar, e mesmo sabendo que "nada" é eterno, que as coisas não duram pra sempre(agente quer sempre acreditar e viver o contrário) eu esperava que essa amizade fosse eterna. Mas o pior é perceber que talvez eu não me importante tanto com o fato de nossas amizade acabar, por que sinceramente eu estou cansada, cansada de correr atrás de alguém, de ligar, de escrever... e  raramente ver que você faz o mesmo por mim. Então de certa forma, é bom passar por isso, por que pude perceber que você não se importa e mesmo eu não sendo o tipo de pessoa que ignora as outras deliberadamente, eu tenha que aprender a ser um pouco assim(fico triste em dizer isso) e talvez esteja dizendo só da boa pra fora... Mas, as vezes agente precisa largar tudo e correr um pouco pra longe pra ver se alguém se importa o bastante pra vir atrás da gente... e se ninguém vier?!

O post era pra acabar com essa pergunta melancólica. Mas tudo tem seu tempo e seu motivo debaixo do céu, e nesses momentos de dúvidas e decepções, agente vê que as vezes é mesmo bom acreditar, por que quando você menos espera, as coisas podem melhorar, o celular vibra e um sms tão pequeno te faz rir e ver que talvez tenha pessoas que irão atrás de você!  

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Invertendo números...



“E se eu desistisse agora? Quanto tombos eu deixaria de levar? Talvez seja a mesma quantidade das coisas que eu deixaria de aprender.”
(Bía Viterbo)


Eu iria escrever sobre um outro assunto, mas resolvi mudar, hoje vou falar um pouco como nós seres humanos nos auto-subestimamos. Por vezes na nossa vida agente acha que não é capaz de realizar ou de fazer certas coisas, vemos pessoas conseguindo seus objetivos, conquistando sonhos e mais parece que agente não saiu do lugar. Mas em alguns momentos acabamos descobrindo que podemos ir bem além do que agente pensava ser capaz, vemos que lá no fundo e talvez nem tão fundo assim, tenhamos algo de "espetacular" algo que nos faz ser maiores. Infelizmente como característica "agradável" nossa, esses momentos onde algo dentro de nós está no seu ápice, duram pouco. É, a maioria de nós prefere pensar 23 horas no dia que não é capaz e apenas 1 hora que é capaz, bom eu estou tentando inverter esses números na minha vida, espero que você tente fazer o mesmo na sua!  

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Uma ligação...

Essa semana escutei a voz de alguém que eu conhecia a muito tempo, pela primeira vez... e como é estranho, não de uma forma ruim, mas de uma forma boa, digo, estranho é a situação, você com o celular na mão esperando que a outra pessoa atenda e quando ela atende é tanta coisa a dizer, tão pouco tempo. E você ainda se pega falando besteiras(incrível). Acho que ouvir a voz de alguém é uma coisa que estamos tão acostumados, mas com essas amizades através de uma tela, isso se torna tão raro e acho que de alguma forma é bom que seja assim. por que faz com que estes momentos se tornem importantes e significativos. Tenho que ligar mais pra essas pessoas na quinta feira, por que de alguma forma elas fizeram com que o pior dia da semana pra mim, se transformasse no melhor!

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

O dia tá chegando...


Eu sei, eu sei, já escrevi um post sobre a Marina/política mas a jéeh disse uma vez que eu sou a mais direta... então vamos fazer juz a isso. 
Eu realmente, por muito tempo achei que seria utopia acreditar e esperar por um país melhor... mas de alguma forma essa mulher que fala baixo, mar firme a sua própria verdade* me faz querer acreditar novamente, acreditar que todo esse amontoado de coisas ruins; de corrupção, falta de educação... que tudo isso pode, não digo acabar.... mas melhorar muito! Por muito tempo as pessoas esperaram um candidata honesta, esperaram propostas boas e reais, esperamos tanto tempo pra colocar uma mulher no comando desse país, bom,  agora podemos. Algum tempo atrás quando escrevi sobre a Marina eu não acreditava que ela chegaria tão longe, mas chegou, tem gente que anda dizendo por aí que não irá votar nela por que é voto perdido, mas não é!!
Essa eleição, talvez represente um novo jeito de pensar, um novo jeito de fazer política... eu acho que nós jovens temos que olhar pro discurso dessa mulher e ver o nosso futuro. Falar em desenvolvimento sustentável não é atrasar o Brasil é jogar o Brasil pra frente, é saber usar nossas riquezas pensando em respirar amanhã!
 Eu espero sinceramente que no domingo o Brasil decida ser diferente... e espero que você seja mais um!

*http://www.movmarina.com.br/profiles/blogs/deu-na-epoca-morena-marina
vale a pena ler: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI174473-15230,00-A+MARINA+DO+DEDO+VERDE.html
 
  

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Peanuts...


Eu ainda estou no meio de um bloqueio criativo então, hoje vou falar dos peanuts... algo que realmente gosto muito principalmente pela história do seu criador: Charles Schulz que segundo esse link http://tiras-snoopy.blogspot.com/2006/02/homenagem-charles-m-schulz.html foi muito "difícil", ele era uma cara tímido e tinha poucos amigos... e teve seus quadrinhos rejeitados por muitas pessoas no início, então ele criou os penauts, e conseguiu fazer com que o seu sonhos de desenhar virasse uma realidade... sendo hoje a a série de maior distribuição em toda a história dos quadrinhos.


Acho que as tiras e frases falam muito mais, então aqui vão algumas das minhas preferidas:




Charlie Brown: "Esse seu muro de pedras está sendo sua nova terapia, Linus. Toda vez que estiver com um problema você pode vir aqui e colocar mais uma pedra"

Linus: “Não têm tantas pedras assim no mundo, Charlie”.




Lucy: "Olhe de outra maneira, Charlie Brown, nós aprendemos muito mais das falhas do que das vitórias."


Charlie Brown: "Isto me faz a pessoa mais esperta do mundo."



“É melhor ter amado e perdido do que nunca ter amado na vida”.


(Charlie Brown)



“Sabe, Linus, eu tô desenvolvendo uma nova filosofia, eu só preciso suportar um dia por vez.”


(Charlie Brown)


“Ontem fui um cão. Hoje sou um cão. Amanhã provavelmente vou continuar a ser um cão. *Suspiros*. Há tão pouca esperança de avanço”.
(Snoopy)

“Tudo que você realmente precisa é amor, e um pouco de chocolate”.
(Lucy Van Pelt)


E a minha preferida: 
Então Charlie Brown, o que é amor pra você?
-Em 1987 meu pai tinha um carro azul
-Mas o que isso tem a ver com amor?
-Bom, acontece que todos os dias ele dava carona pra uma moça. Ele saía do carro, abria a porta pra ela, quando ela entrava ele fechava a porta, dava a volta pelo carro e quando ele ia abrir a porta pra entrar, ela apertava a tranca. Ela ficava fazendo caretas e os dois morriam de rir… acho que isso é amor

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Escrever





"Eu escrevo o que eu sinto para não morrer engasgado de tantas palavras que eu tenho para te dizer "


Estou sentindo e pensando tantas coisas ultimamente, tenho escrito muita coisa sobre isso... Mas essa semana não sei bem, não estou conseguindo, colocar esses sentimentos no papel ou digitá-los então resolvi escrever sobre o ato de escrever! 
Não sei bem como ou quando eu comecei, ganhei um "diário" e comecei a colocar ali, sentimentos angústias, anseios, sonhos... e escrever começou a se transformar em algo necessário pra mim, em algo que me faz bem. Por que de alguma forma, escrevo as vezes o que não consigo colocar pra fora falando e como diz a Tati Bernardi: "Eu resolvo tudo escrevendo. Menos o que me faz escrever." 
Então, é isso post rápido, pequeno, por que de alguma forma hoje as palavra me traíram, pois não tô conseguindo ou não querendo escrever o que está se passando aqui dentro!  



segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Tenho medo de pessoas que ignoram as outras deliberadamente...

O título e esse tema foi tirado de um twitter da Juliana Marton / @jumarton  e também é dedicado a ela, uma pessoa que em momento algum me ignorou! *---*


*Em uma conversa:
A- Oi!! =D
B- oi.
A- Tudo bem??! 
B- Tudo.
A-como tá a vida?
B- Indo
A- E o coração?!!
B - Batendo
B- Tow meio ocupado agora..
A- Ah, td bem! Tchau... vc é importante pra mim!
B - (...)

Acho que esse medo, não seria das pessoas, mas do que essa indiferença, poderia causar em nós. Por que quando agente gosta de alguém, de alguma forma criamos expectativas. E é difícil quando você encontra alguém que tenha coisas em comum com você, alguém com quem você se preocupa e te faz bem, mas aparentemente o relacionamento só existe pra você. E esse tal alguém não deixa nem você se aproximar, nunca te dá uma chance e nada do que você diga ou faça faz diferença. O medo maior é de como nosso coração vai reagir com toda indiferença encontrada, medo de sair ferido... E por fim eu tenho medo de como o mundo poderia ficar se as pessoas começassem a ser cada vez mais assim, mas aí eu lembro que mesmo que existam pessoas assim, ainda existirá pessoas que te deixaram entrar, pessoas que vão te tratar bem, pessoas que nos fazem ter esperança, de que o mundo não acabará com a indiferença e a ignorância...

*Júu, o meu diálogo não foi tão criativo quanto os seus mas espero que goste! =D

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Corinthian's day!

E como é que cabe tanto amor, a algo que teoricamente nunca vai nos amar de volta?!As pessoas não entendem e nunca vão entender, pelo menos quem não é corintiano, por que pra gente que é, as  coisas são diferentes, o futebol é algo diferente... Então estou aqui hoje, no dia 1º de setembro, escrevendo pra homenagear esse gigante de 100 anos!  

Eu não sei bem como minha paixão começou, sei que ligava a tv e via um time que jogava diferente, um time que tinha mais raça que os outros e nas arquibancadas um show aparte acontecia, gente gritando e cantando do primeiro ao último segundo, não tive chance, não tinha como não gostar, não torcer e não se apaixonar por algo assim. É engraçado lembrar dos momentos, dos choros, gritos quando já nem era mas hora de gritar, comemorações, alegrias, tristezas, lembrar dos amigos que fiz... tudo pelo Sport Clube Corinthians    Paulista.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Ser aquilo que se é...





Parece estranho isso nê?! De ser aquilo que se é, mas a maioria de nós não o fazemos, somos aquilo que os outros querem, somos reflexos, reproduções e não imagens reais, autênticas. Isso acontece muitas vezes por que  as pessoas sempre esperam algo da gente e agente sempre espera algo dos outros, o problema é quando deixamos de ser quem realmente somos pra agradar os outros. Me peguei nessa situação hoje: dizer algo pra agradar o outro e ser mentira ou falar a verdade e acabar magoando?! É difícil encontrar uma resposta, eu sei e agente acaba descobrindo na prática que ser verdadeiro pode acabar ferindo quem está próximo, mas se você acaba negando quem você é de verdade, pode acabar ferindo a si mesmo. 
Não que você vá sair por aí, dizendo o que lhe vier a cabeça, por que é o que você acredita... mas que nos momentos certos, agente não volte atrás com aquilo que acredita. Que não mudemos de opinião, de princípios  apenas por que o outro não concorda conosco. Sejamos aquilo que somos! =P 
É como uma frase que escutei certa vez; "a vida é demasiadamente curta, pra ficarmos tentando ser outra pessoa..."
Então, sobre a tal situação, disse o que acreditava e me senti bem com isso, não trai quem sou e o que eu acredito... espero continuar assim, desculpem a repetição, mas: Sendo aquilo que sou, se é que faz algum sentido, pra mim faz e pra vc?! 

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Sobre tanta falta que você me faz...


Na vida, as perdas são inevitáveis e infelizmente acabam se transformando em algo normal. Mas a dor que fica no peito, não vai embora tão rápido quanto o algo ou alguém que se foi. As vezes as pessoas partem por um determinado tempo, as vezes acaba sendo pra sempre... E se a partida já é ruim, é pior quando não existe a despedida. Quando não existe a chance de falar pela última vez, o quanto esse alguém era especial pra gente, o quanto nós fomos felizes ao seu lado. E como é horrível quando alguém especial simplesmente deixa de fazer parte do nosso presente e se torna apenas lembranças de um passado que tentaremos nunca esquecer. E é tanta falta que alguns deixam, um vazio tão grande no peito. A pessoa se vai, mas fica saudade dos abraços, das conversas, dos sorrisos, saudade de ficar junto sem fazer nada, saudade dos conselhos loucos, saudade da voz(que as vezes você até tenta se lembrar mas já não consegue mais). Saudade... de pessoas que nos tornaram mais felizes, mas que hoje, são apenas lembranças e inspiração pra escrever sobre essa falta que agente sente delas.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

E esse tal de amor de um lado só?!


No filme, nos livros, nos contos de fadas, na maiorias das histórias perfeitas que acabam ou continuam, com o felizes pra sempre, o amor é sempre aquele compartilhado pelos dois lados...
Raramente se vê uma história onde a menina ama o menino, mas ele não a ama, quando acontece algo do tipo, no final ele acaba retribuindo o amor... o problema é que isso não acontece na vida real.
Fora das telas e das páginas, pessoas se machucam, sofrem e tem medo.
Fora do mundo mágico e perfeito, o amor nem sempre é compartilhado mutuamente.
E como ficam esses "corações" que amam sozinhos? os contos de fadas não contam suas histórias...
Ou o que fazer quando se é amado, mas vc não ama de volta?!
Ah o amor, um emaranhado de perguntas, que aparentemente nunca vão ser respondidas, mas agente continua perguntando...


*Foto: Um dos únicos filmes que relata o amor de forma diferente e real... pra quem viu, sabe que a imagem não é realmente o que aparenta ser! (500 dias com ela)

terça-feira, 3 de agosto de 2010

E agente segue...


E por algumas razões, no meio do caminho, acabamos  nos machucando. E infelizmente ou felizmente criamos uma barreira de auto proteção. Como se tudo que chegasse até nós, fosse de alguma maneira nos machucar. E mesmo com o medo, as poucos voltamos a arriscar, a deixar que a barreira se rompa, a se importar e abrir o coração novamente...
Não é fácil, mas quem disse que a vida é?! E enquanto agente fica na fase de auto preservação, acabamos tendo algumas surpresas, descobrimos que tem gente que se importa tanto como agente, vemos que tem gente que sente nossa falta.
Mas infelizmente continuamos amedrontados pelos descasos sofridos no passado... 

                                  Carla Natane.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Um simples: - "Oi"



E quando agente pára pra pensar no assunto, agente vê a grandiosidade
e a profundidade de um simples - Oi.
 Por que de alguma forma as coisas tendem a começar por ele. Quando alguém chega em você e diz -Oi, ou quando você chega em alguém e diz - Oi. E uma palavrinha tão pequena pode começar grandes coisas, uma grande amizade e quem sabe até um grande amor...
E na verdade é necessária coragem pra pronunciar essas duas letras, e como é interessante ver que elas podem mudar tudo, como algo que aparentemente é tão pequeno pode fazer seu dia melhor. Como um "Oi" pode mudar tudo...

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Blogueiras preferidas *-*

Bom, eu resolvi criar o selo do meu blog, já que a jéeh me deu dois selos e eu ainda não dei nenhum selo pra ela!! hauahuahuahuaha Então aki está...


Para os cinco blogs que eu sempre estou de olho, e não passo uma semana sem vê-los (isso não significa que eles postem toda semana, nê? gabi? =P)

O blog: http://ashistoriasdebasingse.blogspot.com/ da Jéssica Belluci. Super criativo e divertido... sempre!!

O blog http://livewithjuliana.blogspot.com/ da Juliana Marton minha jornalista preferida! Uma junção de coisas boas, romance, crítica, diálogos... * um dia ela vai fazer um livro e vou divulgar aqui!! =DD

O blog http://meias-confissoes.blogspot.com/ da Mel. Confissões sinceras e realistas.

O blog http://achadosdamaressa.blogspot.com/ (Desequilíbrio ajustado) da Maressa Noemia. Coleção de lindas imagens, frases e textos.

O blog http://gabizinhacastro.blogspot.com/ (Segredos de travesseiro) da Gabriela Castro. Com textos que refletem os sentimentos de uma forma incrível!  

Espero que vocês que lêem meu blog, visitem os blogs a cima, por que vale muito a pena!! =*


segunda-feira, 19 de julho de 2010

Baianidade/nordestinidade





Se tem uma coisa que tenho raiva, é de gente que não gosta de baiano e de nordestino, gente que não gosta apenas por não gostar... Gente que é influenciada pela televisão e acha que no nordeste e particularmente na bahia só tem gente desocupada e preguiçosa.
Mas se você pára pra perguntar a uma pessoa dessas, -"você conhece um baiano?" ela diz que não.
Se tem um povo que rala, que trabalha e que dá duro é o nordestino e o baiano... então não diga que somos preguiçosos por que não somos! Não crie conceitos baseados em estereótipos de programas humorísticos. E não tenha raiva de todo nordestino, só por que muitos(milhares) foram pra o sul! (tenha raiva do governo que esqueceu do nordeste, que muitas vezes concentrou seus interesses e recursos no sul...). Não faça piada do nosso sotaque... por que diversidade é isso nê? diferenças?!! 
Se tem algo pelo que me orgulho é de ser nordestina, de ser baiana e de ser soteropolitana. De fazer parte de um povo alegre, receptivo, de um povo sonhador e muitas vezes sofredor, mas que nunca desiste de ir a luta! 


Fica a dica: Agente é bem mais que carnaval, bem mais que um sotaque engraçado... nós somos GENTE!


Foi mal se alguém se sentiu ofendido com algo que eu disse, mas precisava desabafar! 

segunda-feira, 12 de julho de 2010

O essencial é invisível aos olhos, mas isso ainda importa?!


"Eis o meu segredo: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos. "Antoine de Saint-Exupéry 


Infelizmente, hoje as pessoas não ligam mais pra a profundidade dessas palavras. O que importa é essencialmente a beleza física, o  interior passou a ser jogado pra segundo plano.
Em alguns desse programas da nossa ótima tv brasileira, tenho me surpreendido com a futilidade das pessoas, ao dizerem que "primeiramente quero alguém bonito(a)", mas e se for burra(o)?! Vai servir mesmo assim?! Por que a beleza só convence temporariamente! Do que adianta ter alguém lindo do lado e que não tenha papo para cinco minutos?!   
Não estou dizendo aqui que a beleza não importa, seria hipocrisia dizer isso, mas acho que seria bom voltarmos a pensar como Saint- Exupéry, pensar que o essencial é realmente invisível aos olhos!


Fica a dica:  As vezes você pode encontrar alguém especial, se você olhar com o coração! 

terça-feira, 29 de junho de 2010

Temporariamente desconectada

Infelizmente ás vezes agente se acostuma, se acostuma com coisas que não são certas, com coisas que nos prejudicam, com coisas que nos fazem regredir.
De certo ponto, a internet, faz isso comigo, e essa desconexão não se deu de forma voluntária, mas obrigatória (minha casa está sem internet). Em um primeiro momento, ficar sem internet me deixou chateada e até meio desanimada, mas estou começando a olhar pra isso de um lado positivo. Faz 6 dias que estou desconectada e já consegui evoluir em algumas coisas, como ler 2 livros e meio, arrumar meu quarto.
Então eu estou pensando que talvez não seja tão ruim assim, e que eu estava precisando disso. Acho que agente acaba tão ligada e presa a esse “mundo” que ficamos com a sensação de que estar sem ele é uma catástrofe. Mas eu descobri que não é. Pode até ser chato ás vezes, mas agente sobrevive. Bom, tentarei postar assim que possível, não me abandonei ta?!

Hoje foi dia de post duplo, então lê o post abaixo?!!! =D

Rebelucionário, você foi ou é um?



Eu não estou doida ta gente?! É isso mesmo, rebelucionário... Talvez você até já saiba o que é, mas eu vou explicar. Rebelucionário, vem da palavra rebelução, que na realidade é uma palavra nova inventada por Alex e Brett Harris, a palavra é derivada da união de “rebelião” com “revolução” segundo esses irmãos, conceitua-se como uma rebeldia contra a rebelião, mas precisamente como “uma rebelião contra a desvalorização da adolescência”.

E é sobre isso que eles falam no livro “Radicalize”, que trata a adolescência de uma forma diferente. Que não nos vê como rebeldes sem causa ou sem futuro, mas como uma geração que quer e pode mudar as coisas. O livro conta diversas histórias sobre jovens que estão cansados de serem vistos como incapazes e resolveram fazer a diferença com a ajuda de Deus. Como esse blog é lido por gente que ama ler, é um livro super indicado!

Eu me identifiquei bastante com as histórias e com o tema do livro, pois hoje o mundo trata os adolescentes de forma tão banal, como se nós fôssemos um bando de arruaceiros que só pensam em curtir, infelizmente alguns de nós são assim, mas outros como mostra o livro estão lutando pra mudar as coisas, estão lutando pra fazer a diferença. Então eis a pergunta, você é um adolescente cansado de ver as coisas como estão? Cansado de ser tachado como sem futuro? Você é um adolescente que quer ver as coisas mudarem e que quer fazer alguma coisa para que elas mudem???

Então você é um rebelucionário!



Fica a dica: Fazer a diferença, ser a diferença, não é fácil, mas como disse Barack Obama, “Sim, nós podemos!!”

Como vou ficar um tempinho sem postar, hoje vou postar duas vezes, então veja o post acima!! =D

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Mudar, crescer, melhorar... é tão difícil??


Espero que vocês não se irritem comigo, por eu falar sobre política nesse post, espero sinceramente que você leia-o até o final!
Bom, acho que foi na segunda feira, eu assistir o programa roda viva na tv cultura, coisa que nunca tinha feito antes, infelizmente, já que é um ótimo programa de entrevistas, a entrevistada da noite era Marina Silva, a entrevista foi bem legal, exceto  pela aperte que um sr. perguntou a candidata a presidência se, sendo eleita ela iria orar, antes de tomar decisões, sinceramente eu quis esganar o cara, tantas coisas a perguntar, tantas coisas referentes ao Brasil, e ele pergunta se a mulher vai orar??!! (não me levem a mal, não tenho preconceito quanto a religião, dela, pois sou cristã também) Mas o que importa pra o povo brasileiro se ela vai orar ou não??
Então, vendo o programa, comecei a questionar algumas coisas, e escrevi um texto no meu diário(ok, eu tenho um diário! =P)


"Agente  tem que parar de aceitar o errado, de se satisfazer com medíocre, de não querer mudar, de dizer não ao diferente! Temos de parar de ser complacentes com a mesmice e com o que nos faz regredir. Temos que olhar pra frente, temos que querer algo melhor, pois uma sociedade só se modifica quando seus cidadãos se transformam. Para haver mudanças tem que pensar diferente e aceitar o novo! Mas infelizmente acho que ainda não estamos preparados nem prontos pra isso!"  

Eu não vou votar esse ano, por que não tirei meu título, acho que acabei fazendo o contrário do que escrevi nê?! Mas um passo de cada vez. Não acho que Marina tenha chance, por que acho que o povo Brasileiro ainda não está pronto pra mudar ou aceitar o novo, mas a esperança é a última que morre nê?!

Queria mostrar pra vocês uma frase bem legal que estava rolando no twitter: (*pra pensar)
"Toda vez que falo sobre a Marina Silva escuto alguma crítica a aparência dela como se para ser presidente do Brasil precisasse ser Top Model" 


Espero que vc tenha lido até o fim...
Fica a dica: O novo pode assustar, mas já está na hora de tentar buscar algo diferente, não?!!